TSE nega pedido de Haddad para apagar ‘fake news’ de grupo de WhatsApp.

TSE nega retirada de mensagens com ‘fakenews’ sobre a campanha do candidato, mas possibilita à coligação direito de resposta. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou um pedido do candidato à Presidência, Fernando Haddad (PT), para a retirada de mensagens falsas sobre ele e sua campanha que circulam em um grupo privado do WhatsApp. O ministro Luis Felipe Salomão abriu prazo para que as partes se manifestem antes de tomar uma decisão à respeito.Para saber mais, clique aqui.

Deixe uma resposta